Pós-Graduação em Medicina de Emergência do IDOR

Curso possui 18 meses de duração e prevê aulas práticas na Emergência do Hospital Quinta D’Or.

A Medicina de Emergência é umas das práticas médicas mais difíceis e fundamentais, pois exige dos profissionais o diagnóstico e tratamento imediato de pacientes em situações imprevistas, como em casos de acidentes ou dores agudas. Por consequência, estudos mais aprofundados da atividade emergencial tornam-se essenciais para oferecer aos pacientes um atendimento substancial, desde condições clínicas mais simples até situações que possam oferecer riscos de vida. Pensando nisso, o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) oferece para médicos de todas as especialidades o curso de Pós-Graduação em Medicina de Emergência, um ensino teórico-prático que conta tanto com os laboratórios de simulação realística do IDOR, como também com um estágio presencial na Emergência do Hospital Quinta D'Or, oferecendo ao aluno uma estrutura tecnológica completa e profissionais especializados na área.

A Pós-Graduação lato sensu possui duração de 18 meses, com limitação de 35 vagas e estará recebendo inscrições até o dia 16 de maio. “Ao fim do programa, os médicos estarão qualificados a executar com excelência tanto aspectos técnicos da Medicina de Emergência, desde a identificação das principais patologias até seus respectivos tratamentos, como também questões gerenciais, que envolvem o entendimento da dinâmica de um serviço de Emergência, os fluxos de pacientes, entre outras situações” explica Dr. Werner Scheinpflug, coordenador do programa de Residência Médica em Medicina de Emergência do Hospital Quinta D'Or.

Das 400 horas de curso, 20% da carga horária será realizada nos laboratórios de simulação realística do IDOR, outros 10% serão de estágio presencial na Emergência do Quinta D'Or, ambos ambientes oferecendo a melhor infraestrutura para as práticas dos alunos. Os profissionais do curso são especializados em suas respectivas áreas de atuação e compõem referências técnicas dentro dos hospitais da Rede D'Or, enfocando o ensino na abordagem e visão necessárias dentro da Emergência.
Além dos conhecimentos específicos oferecidos pelo curso, Dr. Werner também ressalta questões relativas ao diferencial que a Pós oferece aos profissionais. “A Medicina de Emergência vem se tornando uma especialidade médica com complexidade crescente e altamente demandada pelo mercado. Desta forma, profissionais qualificados para atuar neste ambiente sempre terão espaço para atuar em serviços e hospitais de alta qualidade”, acrescenta.

Sobre a área

Os cursos oficiais com enfoque em Medicina de Emergência são muito recentes no Brasil, datando de setembro de 2015, quando a área finalmente foi aprovada como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), Conselho Nacional de Residência Médica (CNRM) e Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM). Essa aprovação foi uma conquista muito importante para os médicos de Emergência, mas principalmente para os seus pacientes, que passaram a contar com uma equipe mais qualificada nesse atendimento tão específico e variável, que muitas vezes pode definir a vida do paciente.

O coordenador do curso do IDOR conclui que a experiência na área é exigente, mas que traz grandes realizações profissionais para o fazer médico. “Trabalhar em uma grande Emergência não é fácil por se tratar de um ambiente de alta demanda física e psicológica em se lidar constantemente com situações críticas, potencialmente fatais e que exigem resposta e ações imediatas. Por outro lado, este mesmo ambiente de alta pressão se torna extremamente gratificante pela capacidade do profissional reconhecer de imediato o alto impacto positivo que suas ações podem apresentar na vida das pessoas que ele atende”. Para inscrições e mais informações da Pós-Graduação em Emergência Médica, acesse a página do curso.