IDOR lança sua primeira graduação

Curso de Tecnologia em Radiologia terá duração de três anos. Aulas práticas serão nos hospitais da Rede D’Or São Luiz

O Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) abriu em março as inscrições para o seu primeiro curso de graduação. Será oferecida uma formação Superior de Tecnologia em Radiologia, que terá duração de três anos e será composta por 2.400 horas de aulas teóricas, práticas e atividades complementares e 400 horas de estágio curricular supervisionado obrigatório. A primeira turma terá 30 vagas. “A construção do nosso curso foi feita em sintonia com as necessidades do mercado. Hoje, existe uma enorme demanda por profissionais de radiologia. Aqui no Rio de Janeiro, porém, ainda não há muitas opções de formação superior nessa área”, explica Tainá Olivieri Chaves, coordenadora do curso. O IDOR já qualificou centenas de alunos em cursos de extensão e pós-graduação.

A demanda por profissionais de saúde é resultado do crescimento do próprio setor, que já responde por cerca de 10% do PIB do país. Em 2017, por exemplo, somente o segmento de medicina diagnóstica teve uma alta de 6,5% na geração de empregos. Trabalhar em hospitais, clínicas e laboratórios com exames de radiologia ou medicina nuclear é apenas uma das opções que a formação tecnóloga oferece. “Apesar da procura por oportunidades de trabalho ser majoritariamente pela área médica, a formação obtida em nosso curso, capacita o aluno para atuação em outros setores como petrolífero, minerador, cosmético, alimentício, portos, aeroportos, entre outros”, observa a professora Tainá.

Estágio nos hospitais da Rede D’Or São Luiz

A coordenadora, doutora em física médica, destaca a formação prática como um dos principais diferenciais do curso. Ela explica que as aulas práticas são fundamentais para capacitar o profissional a operar equipamentos de diagnóstico por imagem; orientar pacientes, acompanhantes e colegas de trabalho quanto às exposições às radiações provenientes dos materiais usados nos exames; bem como estar preparado para liderar equipes técnicas e garantir a obtenção da melhor qualidade de imagem associada à menor exposição possível.

“Boa parte das faculdades oferecem cursos predominantemente teóricos, já que não possuem instalações próprias para o desenvolvimento das atividades práticas. Isso obriga os alunos a procurarem estágio sem qualquer garantia de ter uma formação alinhada com o que aprenderam na sala de aula”, observa Chaves.

No IDOR, os alunos terão a garantia de realizar as aulas práticas nos hospitais da Rede D’Or São Luiz, com acesso ao que há de mais moderno em radiologia e em contato direto com alguns dos principais profissionais do mercado. Além disso, há a possibilidade de ser contratado como funcionário ao final do curso. “Oferecemos uma experiência que dificilmente o aluno terá em outros cursos”, afirma a Professora Tainá

Vestibular

A grade curricular do curso prevê, em seus seis períodos, matérias como Anatomia Humana, Biologia Molecular e Celular, Física das Radiações, Formação de Imagem em Radiologia, Radiologia Odontológica, Radiologia Veterinária, Tecnologia em Medicina Nuclear e Tecnologia em Tomografia Computadorizada. As aulas teóricas serão no IDOR (Rua Diniz Cordeiro 30, Botafogo), sempre à noite. O primeiro vestibular para o Curso Superior de Tecnologia em Radiologia será no dia 9 de junho. Será composto por uma prova objetiva contendo questões de matemática, português e biologia, além de uma redação. Mais informações na página do curso.